360

(2012). Cotação: 7/10
Drama, 110 min.

Por Houldine Nascimento

Levemente inspirado na peça “Ronda”, do escritor austríaco Arthur Schnitzler, 360 está em cartaz desde a semana passada no Brasil e marca a terceira experiência internacional de Fernando Meirelles (“O Jardineiro Fiel” e “Ensaio sobre a cegueira”) na direção. Com roteiro do inglês Peter Morgan (“A Rainha”, “O Último rei da Escócia”, “Frost/Nixon”), tudo funciona realmente como um círculo. Para integrar o elenco, Meirelles convidou atores de várias partes, tentando estar em consonância com o próprio enredo. Variando de nomes conhecidos, como Rachel Weisz, Jude Law e Anthony Hopkins, a outros com que o público não está habituado, a exemplo da eslovaca Lucia Siposová.

Resumindo o máximo possível: a trama parte de Viena, onde Blanka (Lucia), sempre acompanhada pela irmã, se envolve em uma negociata com um gigolô para se prostituir e criar armadilhas para roubar executivos. É assim que se chega à figura de Michael Daly (Jude), que está em Bratislava a negócios e acaba caindo numa arapuca. Continuando o ciclo, chegamos a Paris, onde um dentista argelino (Jamel Debbouze) vive o dilema da religião ao se apaixonar pela assistente, casada com um russo. Em seguida, surge Londres, onde a mulher de Michael, Rose (Rachel) está tendo um caso com um fotógrafo brasileiro, Rui (Juliano Cazarré). A namorada dele, Laura (Maria Flor), descobre a traição e se manda para o Brasil, mas antes vai aos EUA não se sabe por que motivo.

Posteriormente, o filme aporta numa prisão do Colorado, na qual se encontra Tyler (Ben Foster), que está saindo em regime condicional. No avião para a América, Laura interage com um senhor (Hopkins) em busca do paradeiro da filha desaparecida há alguns anos. Por conta de uma nevasca, ficam presos no aeroporto, e é lá que Laura se depara com Tyler e a partir disso cria-se um bom momento de tensão. Depois, há o retorno a Paris, onde alguns dos personagens já apresentados se envolvem num desfecho satisfatório, voltando ao ponto de partida. A conclusão a se tirar de tudo isso é que, para os envolvidos, a vida é mesmo um ciclo.

Co-produção entre Brasil, Reino Unido, Áustria e França, 360 foi rodado em locações, com seis línguas faladas ao todo. Apresentado pela primeira vez no Festival de Toronto, no ano passado, o filme não foi bem recebido pela crítica estrangeira, cujas maiores queixas são as de que resulta “superficial”. Em parte, eles têm razão, pois em obras com múltiplas tramas, não há tempo hábil para desenvolver tantos personagens, de forma que alguns saem de cena com a sensação de que poderiam oferecer muito mais. São os casos de Juliano Cazarré e Rachel Weisz (com quem o diretor trabalhou em “O Jardineiro…”, filme que lhe garantiu o Oscar de atriz coadjuvante).

Em contrapartida, Anthony Hopkins e Ben Foster entregam interpretações interessantes. O primeiro está simples e bem comovente na pele de um pai consciente de seu erro e com esperança de encontrar alguém que ama. Já o segundo assume um papel de um ex-presidiário buscando se reabilitar do vício, proporcionando o principal clímax da fita.

Assinada por Adriano Goldman, a fotografia opta por cores neutras e se constitui num dos pontos positivos do filme. Junto com a montagem de Daniel Rezende, contribui para que o longa nunca fique cansativo. As canções que compõem a trilha sonora foram escolhidas pela esposa de Fernando, Ciça, e se revelam adequadas. Claro que o bom resultado só se tornou possível graças ao apuro de Meirelles, que desde que estourou com “Cidade de Deus” ainda não cometeu grandes equívocos.

Anúncios

Uma resposta em “360

  1. Muita gente comentando sobre o filme, e todos parecem ter tido uma mesma impressão.

    Acho válido pela experiência de Meirelles em meios internacionais. E acho que todo nós deveríamos prestigiar, não é mesmo?

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s